Seminário Observatórios Sócio-Territoriais da América Latina

Seminário Observatórios Sócio-Territoriais da América Latina

O professor Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro apresentou a experiência da Rede Nacional INCT Observatório das Metrópoles durante o Seminário Internacional Observatório Sócio-Territoriais da América Latina, realizado na Universidade de Buenos Aires. O evento reuniu mais de 30 experiências de redes de pesquisas provenientes da Argentina, Chile, Colômbia, México e Uruguai. Luiz Cesar proferiu a palestra de abertura do seminário, no qual relatou a trajetória da rede brasileira que vem produzindo conhecimento acerca da temática urbano-metropolitano a fim de subsidiar a formulação de políticas públicas para o Brasil.

O Seminário “Observatórios Sócio-Territoriais da América Latina: avanços e desafios” foi realizado, nos dias 30 e 31 de outubro, na Faculdade de Ciências Sociais da Universidade de Buenos Aires (UBA). E contou com a coordenação da Rede de Observatórios Territoriais da América Latina, que vem desde 2016 trabalhando de forma articulada, reunindo experiências do cone Sul e do México.

O painel de apresentação contou com as vozes de Carolina Mera, diretora do Instituto de Pesquisa Gino Germani (UBA); Nicolás Rivas, diretor de Trabalho Social (UBA); Gustavo Kohan, diretor do Instituto Del Conurbano (UNGS); e Hugo Arrillaga, representante da Associação de Universidades Grupo Montevideo (AUGM). A mesa, integrada por representantes das instituições organizadoras, destacou a importância da articulação entre os observatórios.

CONFERÊNCIA DE ABERTURA

A conferência de abertura do seminário foi realizada pelo Profº Drº Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro, fundador e atual vice-coordenador da Rede Nacional INCT Observatório das Metrópoles.

Luiz Cesar apresentou a história e a evolução da experiência do Observatório das Metrópoles, abordando aspectos conceituais e metodológicos sobre a rede, sua organização e estrutura. Também destacou a produção de conhecimento e informação qualificada, e sua posterior difusão e incidência sobre os atores de governo e da sociedade civil — sendo que esse conhecimento tem conseguido subsidiar, ao longo das duas últimas décadas, transformações nas políticas públicas do Brasil.

DESTAQUES DO SEMINÁRIO

O Seminário contou também com a exposição de 25 experiências de Observatórios, institutos e centros de estudos de universidades públicas e privadas, além de governos de províncias e locais.

As temáticas apresentadas incluíram: aspectos sociais e econômicos; conflitos sociais; acesso e análise de informação pública; institucionalidade; estudos eleitorais e integração regional; avaliação e difusão de políticas e gestão pública; cidades e governos locais; direitos da infância e adolescência; relações econômicas e internacionais; território e fenômenos urbanos, entre outros.

Além disso, foram apresentados os trabalhos sobre aspectos teóricos e metodológicos, sobre estratégias relativas à comunicação, difusão e visualização de dados. A coordenação esteve a cargo de membros dos observatórios, com uma metodologia de reflexão sobre a experiência própria, acertos, dificuldades e desafios.

Ao final, foi sugerida uma agenda de trabalho comum, com o propósito de continuar formalizando a Rede de Observatório Sócio-Territoriais da América Latina.

Para mais informações sobre o Seminário, acesse o site do Observatório Del Conurbano.

 

Publicado em Notícias | Última modificação em 16-11-2017 13:55:42

 

Tags: , , , ,