Revista Territorios: Mobilidade Espacial nas Metrópoles Brasileiras

O artigo Mobilidade espacial nas Metrópoles Brasileiras: complexidade do espaço urbano dos pesquisadores Érica Tavares da Silva e Juciano Martins Rodrigues foi publicado no número 22 da Revista Territorios. O artigo faz uma abordagem sobre o movimento migratório intrametropolitano em 14 áreas metropolitanas brasileiras e busca averiguar se este fenômeno estaria alterando a histórica “pressão pelas áreas centrais metropolitanas” ou se essa população está mudando de residência, mas continua trabalhando no núcleo.

As transformações na dinâmica demográfica ocorrida nas últimas décadas nos espaços urbanos passam, em grande medida, pela reconfiguração territorial, econômica e social das áreas metropolitanas, na qual os movimentos das pessoas exercem influência fundamental. Para este trabalho, propomos uma abordagem sobre o movimento migratório intrametropolitano em 14 áreas metropolitanas brasileiras, quais sejam: Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória; questionamos se este fenômeno estaria alterando a histórica “pressão pelas áreas centrais metropolitanas” ou se essa população está mudando de residência, mas continua trabalhando no núcleo. Pensando sobre os movimentos da população ocupada nas regiões metropolitanas, buscamos ainda considerar os tipos de movimentos realizados (núcleo-periferia; periferia-núcleo e periferia-periferia) com uma caracterização desta população.

Portanto, nossa reflexão está relacionada às diferentes lógicas que operam sobre o lugar de moradia das pessoas e os lugares de outros fazeres que determinam a vida urbana, especialmente o lugar de trabalho. A localização dos postos de trabalho em áreas mais “centrais” e a quantidade considerável de pessoas que se deslocam para estes municípios também são fenômenos expressivos ainda. Será que os movimentos cotidianos podem se apresentar como uma alternativa para a residência em outras áreas da metrópole e o trabalho nas áreas centrais? Nossa proposta é a de que esses processos precisam ser analisados cada vez mais em conjunto com a migração intrametropolitana.

A Revista Territorio é uma publicação realizada conjuntamente pela Associação Colombiana de Investigadores Urbano Regionais (ACIUR) e pelo Centro de Estudos Políticos e Internacionais (CEPI) da Universidade del Rosario em Bogotá. A ACIUR é uma entidade de caráter privado com fins científicos, que tem se organizado para fomentar a investigação urbana e regional na Colômbia e consolidar a comunidade científica da área. A articulação com questões urbanas latinoamericanas também é contemplada pela publicação.
Clique aqui e acesse a publicação completa.
Clique aqui para saber mais sobre a Revista Territorio.
Escrito por Observatório|Última atualização em Qui, 29 de Julho de 2010 10:08
 

Tags: ,