Regiões Metropolitanas da Paraíba: caracterização, implantação e processos de gestão

O  Núcleo Paraíba do Observatório das Metrópoles publicou recentemente artigo na Revista Oculum Ensaios, discutindo a institucionalização das Regiões Metropolitanas no Estado da Paraíba, processo que vem ocorrendo aparentemente sem critérios ou justificativas claras.

A pesquisa buscou identificar a efetiva centralidade que os núcleos apontados como metropolitanos exerceriam sobre sua hinterlândia, tomando como referência os parâmetros clássicos para definição de Regiões Metropolitanas, definidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e suas recentes adaptações. A partir desses resultados buscou-se a comparação com os parâmetros estabelecidos pelo Estatuto da Metrópole. Além disso, o artigo discute se houve implementação de instrumentos de planejamento e gestão para a cooperação intermunicipal nestas unidades. A metodologia adotada considerou características demográficas, estruturais e de integração para identificação de centralidades urbanas e sua aplicação resultou na identificação de apenas três núcleos com características metropolitanas: Campina Grande, João Pessoa e Guarabira. Na comparação com as novas determinações do Estatuto da Metrópole constatou-se que apenas as Regiões de Campina Grande e João Pessoa tinham perfil efetivamente metropolitano.

O artigo tem como autores Caroline Medeiros, Emizael Marcos e Lívia Miranda

O texto completo pode ser acessado aqui

 

Tags: , ,