Publicações do GT Habitação e Cidade

O INCT Observatório das Metrópoles vem publicando de 2013 a série Habitação e Cidade, com o objetivo de divulgar trabalhos de pesquisa e extensão voltados para o tema da habitação, buscando ampliar as reflexões críticas sobre este campo e estimular o diálogo entre pesquisadores de diferentes áreas do conhecimento.

A coleção conta com cinco títulos lançados, quatro deles estão disponíveis para download em nosso site:

 

Vinte e dois anos de política habitacional no Brasil: da euforia à crise
Adauto Lucio Cardoso
Samuel Thomas Jaenisch
Thêmis Amorim Aragão (org.)

O livro representa talvez o primeiro esforço de balanço crítico das políticas de habitação do ciclo lulista, com foco no Programa Minha Casa Minha Vida. A publicação apresenta também os resultados do Grupo de Pesquisa Habitação e Cidade em torno da problemática da habitação de interesse social; e traz contribuições relativas a indicadores e seu valor simbólico; e envelhecimento e necessidades habitacionais. Segundo Adauto Cardoso, o livro oferece um amplo panorama das políticas de habitação no Brasil, incluindo ainda análises comparativas sobre experiências na América Latina, com ênfase na produção autogestionária do habitat popular.
DOWNLOAD AQUI

 Trajetórias, cotidiano e utopias de uma ocupação no centro do Rio de Janeiro
Irene de Queiroz e Mello
O trabalho busca compreender os atuais projetos de cidade e sociedade do Movimento Nacional de Luta por Moradia, tendo como estudo de caso a Ocupação Manuel Congo, localizada no Rio de Janeiro. A pesquisa mostra que a vivência numa ocupação autogestionária em espaço central possibilitou a muitos moradores o acesso a postos de trabalho, aos serviços de saúde e espaços de lazer – expondo o histórico conflito de classes como elemento constituinte dos processos de produção e apropriação do espaço urbano.

Autogestão habitacional no Brasil: utopias e contradições
Luciana Corrêa do Lago (org.)

O direito à cidade (e à moradia) é o direito de se disputar outras formas de apropriação do espaço urbano que subordinem a lógica mercantil às necessidades e desejos da maioria dos seus usuários e que reafirmem a cidade como força geradora de conflito social. Esse conceito lefevriano é uma das premissas que norteiam o livro “Autogestão habitacional no Brasil: utopias e contradições”. A publicação expõe o contexto político em que se deu a expansão da autogestão de moradia no país, das lutas dos movimentos sociais desde os anos 80 para a formulação do PNHIS até os programas federais pós-2003 direcionados à produção associativa, como Crédito Solidário e Minha Casa Minha Vida Entidades.
DOWNLOAD AQUI

O Programa Minha Casa Minha Vida e seus efeitos territoriais
Adauto Lucio Cardoso (org.)
O livro “O Programa MCMV e seus efeitos territoriais”, organizado pelo professor Adauto Lúcio Cardoso, apresenta parte dos resultados de pesquisa desenvolvida pelo INCT Observatório das Metrópoles, no âmbito do projeto “Estudo sobre as formas produção da moradia e seus impactos na reconfiguração espacial das metrópoles”. Os textos apresentados agregam contribuições importantes para que se possa iniciar um processo coletivo de avaliação dos impactos desse que talvez seja o programa habitacional mais ambicioso já desenvolvido no país. Os trabalhos têm como virtude a tentativa de desvendar as diferenças do desempenho do programa no território – tanto considerando as diferenças entre as metrópoles, quanto às especificidades intraurbanas, particularmente no que diz respeito às novas relações entre núcleos e periferias. Nesse sentido, por um lado, reafirmam e evidenciam as críticas levantadas pelos estudiosos e especialistas, desde o lançamento do programa. Por outro lado, mostram situações contraditórias, efeitos positivos e negativos, levantam dúvidas e perguntas que nos levam a afirmar que é preciso mais cuidado para avaliar os resultados efetivos do programa e, também, que há ainda muitos pontos a serem aprofundados e que certamente exigirão maiores esforços de pesquisa e de reflexão.
 

Tags: , , , ,