Projeto 1.2. A Mega-região Rio de Janeiro-São Paulo

Constituiria Rio de Janeiro-São Paulo uma megalópole? Desde a década de 1950, no âmbito da política de substituição de importações, com a construção da Rodovia Presidente Dutra se impondo sobre a ligação que havia entre o Rio Janeiro e São Paulo, vimos assistindo à intensificação da integração entre essas duas metrópoles, no eixo mais importante de desenvolvimento econômico do país. Essa integração segue os principais eixos de circulação viária configurando-se de forma linear no Rio de Janeiro e adentrando o Vale do Paraíba. No caso de São Paulo a configuração não é linear porque o desenvolvimento econômico se espraiou para além dos eixos, conformando uma área, se dando de forma circular; quer dizer, apresentando a área do plano (superfície), como circunferência. A mancha urbana, aí, conforma uma cidade-região, também denominada de Macrometrópole Paulista pela EMPLASA — Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (2011).

Objetivo

Discutir a pertinência do conceito de megalópole face à emergência de novos processos (imaterialidade dos fluxos de comunicação e informação e a globalização) não considerados na concepção dessa ideia e a emergência de novos conceitos relativos à constituição de novas formas espaciais relativas à economia de aglomeração e à globalização.

Metas

(i) Discutir o conceito de megalópole, sua pertinência e necessidade de atualização face a novas dinâmicas e processos que têm produzido novas formas espaciais, fundamentalmente, dispersas.
(ii) Sistematizar e discutir os novos conceitos que buscam definir configurações espaciais próximas à tradicional ideia de megalópole.

(iii) Analisar as tendências da configuração da mega-região São Paulo-Rio de Janeiro.
(iv) Analisar os mecanismos de integração do Rio de Janeiro a São Paulo, de diversas naturezas, com ênfase na integração do capital e dos fluxos.

Coordenadores e responsabilidades

Sandra Lencioni. Doutora em geografia (USP), Professora Titular do Departamento de Geografia da USP. Responsável pelo estudo em torno da megametrópole São Paulo – Rio de Janeiro.