A produção capitalista da cidade: poderes, conflitos e resistências

O INCT Observatório das Metrópoles divulga a campanha de financiamento para o Curso de Formação “A produção capitalista da cidade: poderes, conflitos e resistências”, iniciativa do Laboratório de Estudos de Habitação (LEHAB/UFC). O objetivo do curso é fortalecer os movimentos urbanos vinculados ao debate e à luta pelo direito à moradia, a partir de aulas sobre as dinâmicas urbanas, seus agentes, e estratégias e possibilidades de disputa. A campanha de financiamento é mais uma iniciativa engajada do LEHAB que vem ocupando, nos últimos anos, um espaço fundamental de monitoramento das políticas públicas para a metrópole de Fortaleza, bem como os impactos dessas políticas para a população em geral. 

O LEHAB/UFC integra a Rede Nacional INCT Observatório das Metrópoles por meio do projeto “Planejamento urbano e direitos humanos no Brasil: implementação do direito à moradia e à cidade”, com patrocínio da Fundação Ford. Coordenado pelo profº Renato Pequeno (UFC), a equipe do LEHAB tem atuado, nos últimos anos, na região metropolitana de Fortaleza com foco no debate e defesa do direito à cidade, produzindo conhecimento científico, formando novos pesquisadores e tecendo uma articulação para fora dos muros da universidade, em diálogo constante com movimentos sociais, organizações da sociedade civil, coletivos e grupos da luta urbana.

A equipe do LEHAB/UFC é composta por Renato Pequeno (coordenador), Valéria Pinheiro, Simone Oliveira (bolsistas da pesquisa dos Regimes Urbanos) e os estudantes de graduação Breno Holanda, Janaina Brito, Bianca Feijão, Thais Moreno, Inara Vitoria e Vinicius Sarava.

Uma dessas parcerias tem sido com o Coletivo Nigéria que resultou na produção da websérie documental “Cartas Urbanas”. O projeto foi gravado em diferentes territórios da capital cearense e parte de cartas de moradores de comunidades como Trilhos, Grande Bom Jardim e Serviluz para propor uma análise crítica sobre as disparidades sociais e a luta pelo direito à cidade. Temas como irregularidade fundiária, falta de acesso a serviços básicos e ausência de políticas públicas que historicamente assolam a periferia das cidades brasileiras.

Agora o LEHAB-UFC lança a campanha para o Curso de Formação “A produção capitalista da cidade: poderes, conflitos e resistências”. Conheça o projeto abaixo:

O PROJETO

Em atividade desde 2013, o Laboratório de Estudos da Habitação (LEHAB-UFC) acompanha as condições de moradia (que podem servir como indicadores de desigualdades socioespaciais nas cidades brasileiras) do espaço urbano de Fortaleza, abrangendo os diferentes agentes da produção da habitação e avaliando as respostas formuladas em termos de políticas públicas.

Nas últimas pesquisas, aprofundamos o estudo de grandes projetos urbanos recentes, de parcerias público-privadas e da financeirização do desenvolvimento urbano. Nossas análises apontam que essas intervenções urbanísticas tendem a causar profundos impactos na vida das pessoas que moram e frequentam as proximidades das áreas afetadas.

Com o acirramento das contradições urbanas, a desarticulação dos espaços de participação popular, o enfraquecimento dos tradicionais movimentos urbanos e da necessidade de reorganização das resistências, sempre buscamos direcionar nossas análises de modo a fortalecer as pautas dos movimentos populares, principalmente através de participação em articulações – como a Frente de Luta por Moradia, a Assembléia Popular da Cidade, conselhos, etc – e ações de formação de seus ativistas.

Pensando na necessidade de aumentar o alcance do conhecimento das dinâmicas urbanas, seus agentes, estratégias e possibilidades de disputa, formulamos uma proposta de um curso para 30 pessoas, oriundas de movimentos populares. A formação se chama “A produção capitalista da cidade: poderes, conflitos e resistências”, iniciando no final de agosto com uma aula inaugural com a professora Ermínia Maricato e se estenderá até outubro, servindo como espaço de troca e aprimoramento de pessoas engajadas na atuação pelo Direito à Cidade e questões correlatas. A proposta do curso foi construída também a partir de consulta a diversas pessoas de comunidades/movimentos, que contribuíram sobre os melhores interesses e dinâmicas que se adequassem a todos os envolvidos.

 

Financiamento Coletivo e Recompensas em Cidade, Luta e Resistência

O financiamento coletivo, ou crowdfunding, funciona como uma “vaquinha virtual”, onde as pessoas interessadas podem ajudar financeiramente o projeto em troca de recompensas. Ao fim do prazo estabelecido, o projeto recebe o dinheiro arrecadado para realizar a ideia.

 

Participe da Campanha do Curso “A produção capitalista da cidade: poderes, conflitos e resistências”, acesse o site do Catarse e contribua!!

 

Leia mais sobre a produção do LEHAB-UFC:

LEHAB recebe prêmio de direitos humanos

Fortaleza: cidade à venda. PPPs como saída para o desenvolvimento urbano

 

 

Tags: , , , , ,