Políticas Públicas para Governar as Metrópoles Mexicanas

O México é hoje um país predominantemente urbano, com uma população que cada vez mais se concentra em grandes aglomerações urbanas e onde a oferta de emprego, serviços públicos e a vida em comunidade se encontram mais complexos. O livro Políticas Públicas para Gobernar las Metrópolis Mexicanas de Alfonso Iracheta Cenecorta, produz uma análise deste fenômeno na sociedade mexicana avaliando o papel das metrópoles na economia global e ressaltando a urgente necesidade de participação dos atores sociais nas decisões do desenvolvimeno urbano, abrindo portas para uma discussão mais ampla desse fenômeno e orientando novas politicas públicas.

O México está transitando de um padrão territorial urbano para um padrão metropolitano e de conformação de grandes regiões urbanizadas. Conforme o modelo econômico-político instaurado desde a década de 1980 se configurou tendências de concentração da população, da atividade econômica, e sobre tudo do poder de decisão em grandes conurbações. Uma vez que se experimentou o modelo neoliberal e que este mostrou suas consequências na cidade, ficou clara a preponderância do mercado de construção e a retirada relativa da responsabilidade do Estado em orientar e controlar a ocupação do território e a ausência de participação efetiva das sociedades nas decisões que a afetam. Em poucas palavras, como argumenta o auto: “Quem governa esta metrópole? A resposta é ninguém. Cada metrópole no México é governada por uma multidão de prefeituras que só atende a suas comunidades carentes de interesse e responsabilidades legal.

Este livro é pioneiro em oferecer aos leitores preocupados com a gravidade dos problemas metropolitanos e pelo abandono do governo destes fenômenos. Com um argumento integrado, sério, comprometido e propositivo, o livro abre novos caminhos para modernizar o pensamento mexicano neste âmbito.

 

Tags: , , ,