Planejamento urbano sensível aos recursos hídricos

Açude Epitácio Pessoa que abastece Campina Grande. (Crédito: Reprodução/Web)

O planejamento urbano integrado aos recursos hídricos não é uma realidade ainda difundida nas cidades, embora necessária, considerando que os sistemas urbanos dependem, em sua maioria, de uma única fonte de abastecimento de água. Campina Grande, cidade de médio porte do semiárido brasileiro é expressão dessa desarticulação, tendo, historicamente, vivenciado crises relativas à disponibilidade hídrica para os diversos usos urbanos. A dissertação “Planejamento urbano sensível aos recursos hídricos”, da pesquisadora Simone Aciole Moraes, é mais um resultado da Rede INCT Observatório das Metrópoles.

A dissertação “Planejamento urbano sensível aos recursos hídricos: análise a partir do metabolismo urbano e da produção do espaço em Campina Grande – PB” foi defendida por Simone Aciole Moraes, no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil e Ambiental (PPGECA) da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), em fevereiro de 2018, sob orientação do Prof. Dr. Carlos de Oliveira Galvão e coorientação da Profa. Dra. Lívia Izabel Bezerra de Miranda.

O objetivo do trabalho é apresentar possibilidades de ampliação da sensibilidade urbana em relação aos recursos hídricos, a partir da compreensão do metabolismo urbano e dos impactos da produção do espaço sobre esse metabolismo. Foram realizadas duas análises do espaço urbano: a primeira delas é relativa ao desempenho hidrológico, onde são levantados os potenciais de diversificação hídrica por meio do desenvolvimento de indicadores quantitativos e da geração de cenários possíveis à diversificação; a segunda refere-se à produção do espaço, onde é realizado um levantamento histórico das condições de acesso à água na cidade estudada.

É verificado como se deu o processo de produção do espaço e o impacto deste processo sobre os recursos hídricos. Mais detalhadamente, observa-se as correlações entre os agentes e as transformações espaciais, visando identificar as associações que comandam essas transformações, sendo o objeto desta análise o Bairro do Catolé, devido às expressivas transformações espaciais que apresentou nos últimos 20 anos.

Os resultados apresentam um potencial de 243,60% para diversificação por uso de água de chuva, e 68,90% por reúso de água residuária. Ainda, por meio da combinação de possibilidades de diversificação hídrica, o sistema de abastecimento, que atualmente é totalmente centralizado, poderia ter esta centralização reduzida a até 57,19%. Sendo assim, ressalta-se a importância do papel do município na gestão dos recursos hídricos.

No entanto, a análise realizada no Catolé revela uma crescente diminuição do papel do Estado, como regulador dos processos espaciais. Os promotores imobiliários e proprietários fundiários condicionam a dinâmica espacial a seus interesses especulativos. Tal contexto dificulta a melhoria do desempenho hidrológico urbano. Por fim, são apresentadas diretrizes que indicam possíveis medidas a serem adotadas na cidade para direcionar-lhe a uma maior sensibilidade aos recursos hídricos.

PARTES DO TRABALHO

A dissertação está estruturada em seis capítulos. O primeiro capítulo compreende as considerações iniciais, sendo apresentado o problema a ser trabalhado, os principais questionamentos que motivaram o estudo, os seus objetivos, e ainda uma apresentação do processo de construção do trabalho e sua organização. O segundo capítulo compreende um levantamento da literatura que forneceu subsídios para o desenvolvimento desta dissertação, contemplando os assuntos de planejamento urbano sensível aos recursos hídricos, metabolismo urbano e produção do espaço.

A apresentação das etapas metodológicas realizadas é apresentada no capítulo três, onde é exposto o método utilizado para o cálculo dos fluxos hídricos urbanos, seguido do cálculo dos indicadores de desempenho hidrológico, geração de cenários, e análises referentes à produção do espaço.

O quarto capítulo apresenta a caracterização da área de estudo, contemplando os aspectos gerais a respeito da cidade de Campina Grande, seguida da identificação do processo de produção do seu espaço urbano e da relação deste processo com os recursos hídricos. Ainda, é apresentada uma caracterização do bairro do Catolé, que é o objeto de estudo da análise de produção espacial realizada na dissertação.

São apresentados no capítulo cinco os resultados obtidos e as discussões correspondentes, apresentando os fluxos hídricos urbanos calculados; os indicadores de desempenho hidrológico; a densidade populacional e suas implicações às infraestruturas urbanas; a análise da produção do espaço do bairro do Catolé, assim como a identificação dos conflitos desta produção com os recursos hídricos, a apresentação de diretrizes ao aumento da sensibilidade urbana em relação aos recursos hídricos, e cenários de melhoria do desempenho hídrico urbano.

Por fim, as considerações finais a respeito dos resultados obtidos são apresentadas no capítulo seis, destacando os pontos de maior relevância acerca da abordagem realizada, expondo, ainda, sugestões de novas pesquisas a serem desenvolvidas de modo a dar continuidade a esta.

Palavras-chave: cidade sensível à água, gestão integrada de recursos hídricos, metabolismo urbano.

Link para acesso à dissertação: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/388

 

Tags: , , ,