Novo Portal Observatório das Metrópoles: ampliando a difusão da temática urbana

Por Breno Procópio, Gestor de Comunicação do INCT Observatório das Metrópoles. E responsável pela edição e produção do boletim desde junho de 2011.

O INCT Observatório das Metrópoles promove o lançamento do seu novo portal de notícias com o propósito de ampliar a difusão científica das temáticas urbana e metropolitana no país. A ação de lançamento dá início às comemorações de 20 anos da nossa rede de pesquisa (1998-2018), que ao longo dessa trajetória consolidou uma experiência única de produção científica em rede, de forma colaborativa e criativa, multidisciplinar, superando fronteiras universitárias e das políticas setoriais e regionais. O novo portal do Observatório pretende ser um espaço aberto para o debate teórico sobre a questão urbana e a defesa do direito à cidade como um dos direitos centrais para o desenvolvimento do Brasil.

O Observatório das Metrópoles tem investido esforços, ao longo de sua história, em ações de difusão científica, a partir de compreensão de que a chamada Comunicação Científica é um compromisso social fundamental para que a Ciência ultrapasse os muros da universidade e possa construir um diálogo permanente com a sociedade civil e todos os seus atores (governamentais, terceiro setor, iniciativa privada e população em geral), subsidiando assim por meio de pesquisas, dados e análises o desenvolvimento das cidades e do país.

No ano de 2009, por exemplo, a rede passou a fazer parte do Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT/CNPq) cujo objetivo foi reunir os melhores grupos de pesquisa em áreas de fronteira da ciência e em áreas estratégicas para o desenvolvimento sustentável do país.

A partir desse momento o Observatório ampliou o entendimento das ações de difusão científica. O site (observatoriodasmetropoles.net) que cumpria a função de divulgar a produção de conhecimento da própria rede e de seus pesquisadores, passou também a difundir os debates públicos sobre a gestão das cidades, monitorar as políticas relacionadas à questão urbana e suas disputas — remoções, mercado imobiliário, disputa pela água, direito à cidade, empreendedorismo urbano e movimentos sociais.

Além disso, o site passou a divulgar a produção de outros grupos de pesquisa do campo do planejamento urbano e regional e áreas afins. A compreensão da Comunicação Científica, nesse caso, foi de funcionar com um “nó” da Rede de Organizações sobre o tema das cidades — ampliando assim a circulação de informação e conhecimento relacionado ao tema.

Nesse sentido, são parceiros do Observatório canais como blog da Raquel Rolnik, blog da Ermínia Maricato, site do Fórum Nacional de Reforma Urbana, LabCidade (FAU/USP), Comitê Popular Rio Copa e Olimpíadas, blog observaSP, LabHab (UFC), Instituto Pólis, Chris Gaffney, RioOnWatch, Casa Fluminense, Agência Pública de Jornalismo, Nexo, IPPUR/UFRJ e tantos outros. 

O novo portal do INCT Observatório das Metrópoles vai continuar com esse mesmo propósito — primeiramente difundir toda a produção científica da nossa rede em um formato aberto para o público interessado. Contamos atualmente com cerca de 130 pesquisadores doutores espalhados por 15 núcleos regionais, em todas as regiões do Brasil. Essa equipe está produzindo análises relativas às transformações das metrópoles brasileiras, realizando monitoramento das políticas locais referentes à questão urbana.

Ademais, mantemos o nosso compromisso de funcionar com um Portal divulgando a produção de parceiros, fazendo a informação e o conhecimento sobre o direito à cidade e temas afins ganhar mais projeção e peso no desenvolvimento nacional.

NOVO PORTAL DE NOTÍCIAS

O novo portal do Observatório das Metrópoles oferece uma visual gráfico mais limpo e objetivo, visando a navegação dos internautas pelos grandes temas de pesquisa da nossa rede.

A arquitetura geral foi mantida, especialmente do menu fixo onde podem ser encontradas as informações institucionais sobre o Observatório das Metrópoles. Por exemplo, no Quem Somos temos a “Apresentação” da rede de pesquisa; “História” com a trajetória de 20 anos e as várias etapas de formação; “Rede Nacional” com informações sobre os Núcleos Regionais; e o Projeto INCT, com informações sobre o novo programa de pesquisa “As Metrópoles e o Direito à Cidade na inflexão da ordem urbana brasileira”  (2017-2020),  – que norteará a continuidade da rede no âmbito do Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT/MCT&I/CNPq).

No menu temos em seguida as Linhas de Pesquisa desse novo programa — com as ementas dos projetos que começaram a ser desenvolvidos em 2017, com informações sobre coordenadores, objetivos, metodologias e aporte teórico.

Depois apresentamos em Projetos algumas pesquisas de destaque que já foram realizadas ou que ainda estão em curso, é o caso do projeto “Metropolização e Megaeventos”; “Índice de Bem-Estar Urbano (IBEU); “Direito à Cidade”; e “Metrópoles: transformações na ordem urbana”.

Outra destaque é a parte Acadêmica no qual apresentamos a produção científica do Observatório, com artigos, produtos e relatórios, resenhas, e teses e dissertações.

PESQUISA DE CONTEÚDO

O novo Portal do Observatório oferece também duas formas de pesquisa de conteúdo. A primeira é através das categorias, como “Artigos Científicos”, “Entrevistas”, “Eventos” “Chamadas” — no caso para seminários, congressos e/ou editais; “Notícias” — que é um radar sobre o campo do planejamento urbano e regional; “Publicações” e “Teses e Dissertações”.

Ao clicar em cada categoria, o internauta abre uma outra página com tudo que foi publicado relacionado aquele assunto no nosso Portal desde 2010. Ou seja, o novo site manteve toda a produção de informação e conhecimento que o Observatório divulgou nos últimos anos.

A outra forma de pesquisar conteúdo é através da “Caixa de Pesquisa”, nela o usuário pode inserir os principais temas relativos à questão urbana, como moradia, governança urbana, saneamento básico, bem-estar urbano, mobilidade, segurança pública, dentre outros. Esse sistema de busca também irá filtrar todos os materiais relacionados, ampliando as possibilidades do internauta encontrar informações relevantes para suas pesquisas.

Leia também:

10 anos de difusão científica da temática urbana

Conhecimento e compromisso social: a difusão científica do Observatório das Metrópoles

 

Tags: , ,