Inscrições abertas para o Seminário Internacional Finanças na Produção Imobiliária e de Infraestruturas

Entre os dias 30/09 e 02/10 de 2019, acontecerá o Seminário Internacional Finanças na Produção Imobiliária e de Infraestruturas: novos processos espoliativos nas cidades latino-americanas, no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (IEA/USP).

O seminário se coloca como uma terceira etapa no desenvolvimento da interlocução de pesquisadores, e avança no debate internacional iniciado com a Escola de Ciência da USP, que aconteceu em 2017 com o título Produção mobiliária e infraestrutura: desigualdade, financiamento e planejamento territorial na América Latina e ampliado no Seminário Internacional Financeirização e estudos urbanos: olhares cruzados Europa e América Latina, que aconteceu em São Carlos, em 2018. Esses eventos refletem preocupações coletivas destes pesquisadores, que organizados inicialmente no Projeto “Financeirização da Cidade: Estratégias de valorização imobiliária e produção da desigualdade” (Cnpq Universal – Processo nº. 461.705/2014-1, 2015-2018) expandiram o debate para uma escala latino-americana através da constituição GT Clacso “Espoliação imobiliária e crítica contra hegemônica” (2017-2019).

O objetivo principal do presente Seminário é aprofundar o debate sobre a crescente aproximação no tempo e no espaço da produção de infraestrutura e o imobiliário, compreendendo as transformações recentes de reforço dos processos de privatização e suas implicações na acumulação capitalista e reprodução social. Sustenta-se que a unificação dos estudos sobre infraestruturas e serviços urbanos, imobiliário e políticas públicas sob predomínio de lógicas financeiras pode ajudar na compreensão dos processos de reestruturação particulares às cidades latino-americanas, onde essas supostas relações hegemônicas prenunciam com mais força os efeitos desses processos em termos de produção de desigualdade. Busca-se numa perspectiva multidisciplinar ampliar o conhecimento sobre essa condição nova, com preocupações teóricas e de método. Nesse sentido o seminário visa articular estudiosos da América Latina que se debruçam sobre a produção da cidade e sua face atual de espoliação urbana e financeira, com o intuito de promover o conhecimento sobre estes processos, discutir a constituição de novas políticas e articular resistências.

O Seminário Internacional, organizado em três dias, se estrutura em torno de dois eixos, que nortearão as conferências, mesas redondas e sessões temáticas. O primeiro dia organiza-se em torno do Eixo 01 “Financeirização e transformações na produção imobiliária e de infraestruturas” e visa aprofundar o debate
sobre políticas, estratégias, instrumentos financeiros e agentes relacionados à produção e gestão do imobiliário e das infraestruturas nas cidades latino-americanas. Procura-se discutir neste dia a hipótese de uma importante relação entre a dominância financeira e o movimento crescente de articulação entre a infraestrutura e o imobiliário enquanto racionalidade para ampliar a acumulação via produção do espaço.

O segundo dia organiza-se em torno do Eixo 2 “Transformações na lógica de apropriação da cidade, espoliação e conflitos urbanos” e visa discutir as mudanças evidenciadas na reprodução social (exploração da natureza, endividamento e novas modalidades de espoliação) articuladas a esses processos. A hipótese transversal a todos debates do dia é a emergência de novos processos espoliativos, respondendo à necessidade de atualizar e problematizar o conceito de espoliação, tão caro aos estudos dos conflitos urbanos no Brasil. A fim de articular os dois eixos, sistematizar os principais resultados e propor desdobramento, no terceiro dia serão constituídos Grupos de Trabalho com a presença dos organizadores do evento, palestrantes e pesquisadores participantes das sessões temáticas.

Chamada de Trabalhos

O seminário será direcionado a professores e pesquisadores sêniores, pós-doutores ou pesquisadores em
formação nos programas de doutorado e mestrado, que se dediquem aos estudos da produção do espaço
urbano, com ênfase no debate das cidades latino-americanas e nos estudos sobre imobiliário e infraestrutura.
Para a submissão dos trabalhos, os pesquisadores devem indicar um dos eixos do seminário. Na avaliação dos trabalhos serão particularmente valorizadas propostas com preocupações teóricas e de método considerando as perspectivas delineadas nos dois eixos.

A proposta do Eixo 01 – Financeirização e as transformações na produção imobiliária e das infraestruturas é aprofundar o debate sobre as implicações do domínio das finanças sobre a produção do espaço, discutindo
as estratégias, instrumentos e agentes do imobiliário e das infraestruturas na produção contemporânea das
cidades latino americanas.

A proposta do Eixo 2 – Transformações na lógica de apropriação da cidade, espoliação e conflitos urbanos é avançar no debate sobre as implicações das transformações na lógica de produção do espaço, considerando as relações de apropriação das cidades (formas de propriedade e processos de privatização), e as importantes mudanças evidenciadas na reprodução social (conflitos socioambientais e urbanos). Considera-se aqui, as condições particulares da urbanização na América Latina e as implicações específicas de sua inserção periférica reformulada sob o domínio das finanças.

Calendário – Datas Importantes

  • Chamada de trabalhos (envio de resumo expandido): 21 de junho a 02 de agosto de 2019
  • Divulgação dos trabalhos selecionados: 12 de agosto de 2019
  • Prazo para confirmação de participação no evento e pagamento da taxa de inscrição: 26 de agosto de 2019
  • Divulgação completa da programação: 2 de setembro de 2019
  • Realização do Seminário: 30 de setembro, 01 e 02 de outubro de 2019

Veja a chamada completa AQUI.

 

Tags: , , ,