Fórum Participa Salvador

Os soteropolitanos interessados em participar e contribuir com a formulação do novo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) de Salvador contam agora com um novo instrumento: um fórum virtual lançado, no dia 4 de março, para discutir os principais desafios que devem ser respondidos pelas diretrizes do planejamento da cidade.

A inciativa é do grupo Participa Salvador, equipe de trabalho instituída com o apoio do Ministério Público da Bahia, quem vem acompanhando e promovendo a fiscalização e o debate do processo de elaboração do “Plano Salvador 500, revisão do PDDU e LOUOS” do qual está encarregado a prefeitura.

Contexto do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano de Salvador – PDDU

Com o fórum virtual, o grupo pretende ampliar e desenvolver a participação disparada na 3a Oficina “A Salvador que Queremos”. Realizada no dia 28 de fevereiro, na Faculdade de Economia da UFBA, o encontro reuniu mais de 90 participantes, entre eles representantes de diversas entidades da sociedade civil. Contou ainda com a participação da deputada estadual Maria Del Carmen (PT) e dos vereadores Gilmar Santiago (PT) e Hilton Coelho (PSOL).

Na ocasião os presentes debateram um caderno de desafios previamente elaborado pelo grupo e resultado da análise de dados expostos tanto nas edições anteriores do ciclo “A Salvador que Queremos”, uma iniciativa do MP com o Fórum a Cidade Também é Nossa, como da rodada de 17 oficinas bairro realizadas pela prefeitura no âmbito do “Salvador 500”.

“Na oficina os participantes iniciaram a discussão em oito grupos temáticos sobre os desafios prévios que colocamos. Houve vários avanços em torno seja do conteúdo, seja da redação ou mesmo inclusão ou exclusão de certos desafios, tantos nos grupos como na plenária geral. Mas também muito ficou sem debate. A busca agora é aprofundar entre os presentes, e mesmo os que não puderam comparecer, todos, a discussão no fórum virtual” afirma o arquiteto Carl von Hauenschild, coordenador técnico do Participa Salvador.

O fórum virtual ficará aberto para discussão pública por tempo indeterminado. O grupo estuda, contudo, o prazo que irá estabelecer para a partir das contribuições que forem dadas, elaborar um documento final a ser enviado tanto à prefeitura quanto à câmara de vereadores. Além disso, avalia como irá submeter este documento para aprovação e assinatura dos interessados.

“A ideia é fazermos um documento que represente as principais demandas que precisam ser atendidas e a partir daí pressionarmos e cobrarmos para que tanto a prefeitura como a câmara municipal respondam a estes desafios no texto das leis do PDDU e LOUOS. De toda forma ainda estamos considerando como será a consolidação deste documento. É muito provável que um novo encontro seja realizado com este intuito” diz Henrique Azevedo, arquiteto que integra o grupo.

O fórum pode ser acessado a partir da página do grupo: www.participasalvador.com.br, onde informações tanto das atividades da equipe como de avaliação do processo do “Salvador 500, revisão do PDDU e LOUOS” estão disponíveis.

 

Última modificação em 10-03-2015

 

Tags: , , ,