Fábrica Experimental de Cidades Solano Trindade

Fábrica Experimental de Cidades Solano Trindade

A Fábrica Experimental de Cidades Solano Trindade MNLM-Duque de Caxias/RJ é mais uma tentativa de se repensar o modelo de produção do espaço urbano. A proposta é por uma cidade para as pessoas, e contra a lógica da cidade mercadoria. Em vez de se produzir CASA para colocar gente dentro, por exemplo, a Fábrica quer formar GENTE para gerir processos de produção de casas, cidades e política de forma coletiva. Para transformar o sonho da Fábrica de Cidades em realidade, é necessário recursos para fazer a fundação e estruturas pela Solano Trindade; por isso, foi criada a campanha na benfeitoria. Conheça o projeto e se encante com a construção de um sonho coletivo. A Fábrica conta com a cooperação técnica do Movimento Nacional de Luta pela Moradia, Universidade Federal do Rio de Janeiro e Observatório das Metrópoles.

O INCT Observatório das Metrópoles participa, desde 2015, do projeto “Ocupação Solano Trindade/Caxias: inovação nas formas associativas de trabalho e produção da cidade”, coordenado pela profª Luciana Correa do Lago (IPPUR/UFRJ). A iniciativa mostra que o meio acadêmico pode desenvolver pesquisas e metodologias, assistência técnica, inovação e tecnologia social, capacitação de alunos, e ainda defender o cumprimento da função social da propriedade e o direito à moradia. O projeto foi o vencedor do Prêmio FUJB de Extensão Universitária 2015 na área temática “Trabalho”, ao realizar um projeto habitacional para moradores de uma área ocupada em Duque de Caxias (RJ).

A construção desse Programa foi motivada por uma sinergia de interesses entre o grupo da UFRJ, o Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM) e a Cooperativa Liga Urbana, atuantes no Rio de Janeiro. O objetivo geral é fortalecer e institucionalizar a colaboração entre atores universitários e movimentos populares demandantes de tecnologias sociais inovadoras, para o desenvolvimento de formas associativas de trabalho e de produção do ambiente construído urbano.

Agora o projeto entrou em uma nova etapa com a Fábrica Experimental de Cidades. A seguir a apresentação da Campanha da Benfeitoria.

FÁBRICA EXPERIMENTAL DE CIDADES MNLM-DC


A Fábrica Experimental de Cidades Solano Trindade MNLM-Duque de Caxias/RJ é mais uma tentativa de se repensar o modelo de produção do espaço urbano.

A FÁBRICA EXPERIMENTAL DE CIDADES SOLANO TRINDADE MNLM-Duque de Caxias/RJ ainda é um desejo, uma utopia, mas a gente já começou a lutar para torná-la realidade. É mais uma tentativa de se repensar o modelo de produção do espaço urbano.

Mas qual é o problema do modelo atual? Você já parou pra pensar do que são feitas as nossas CIDADES?

A cidade é composta por ambiente natural, as coisas construídas, e pelas pessoas – além das relações estabelecidas entre elas. Todos têm direito à cidade, o que inclui o direito à terra, centralidade, educação, saúde, cultura, moradia digna e também o direito de desejar e produzir a cidade coletivamente.

Lutamos pela REFORMA URBANA, por uma cidade pensada para as pessoas, pelo direito à vida. Lutamos contra a lógica da CIDADE MERCADORIA, onde as decisões ficam concentradas no governo, na especulação imobiliária e nas empreiteiras; nos interesses do capital.

Seguindo a mesma lógica, estão os programas habitacionais. O modelo atual não leva em conta que produzir habitação também é produzir cidade. O resultado disso é a construção de casas e bairros que não consideram as pessoas e suas relações.

O projeto da Fábrica de cidade é a tentativa de inversão desta lógica! Em vez de se produzir CASA para colocar gente dentro, se forma GENTE para gerir processos para produção de casas, cidade, trabalho, e política de forma coletiva.

Pensando nisso, o MOVIMENTO NACIONAL DE LUTA PELA MORADIA e a UNIVERSIDADE DO RIO DE JANEIRO se uniram em um acordo de cooperação técnica.

A interação entre esses dois grupos potencializa a troca de conhecimento, inovação em tecnologia e habitação, formação dos alunos e moradores e até mesmo experimentação de novas políticas de gestão urbana e habitacional.

“Esse terreno foi abandonado há mais de 15 anos. Nós visitamos várias vezes, percebemos isso e que não cumpria a sua função social da propriedade. Então, tivemos um grande encontro com a coordenação MNLM-RJ e decidimos ocupá-lo. Nós fizemos todos os esforços, nos reunimos e ocupamos em agosto de 2014. A partir daí, resistimos e nos organizamos para tornar o nosso grande sonho realidade. O sonho de autogestão, de um projeto de habitação diferenciado, propondo um novo modelo de cidade” – Noêmia Magalhães (Coordenadora Estadual RJ)

Na Fábrica Experimental de Cidades, será possível experimentar tecnologias alternativas e fabricar diferentes componentes a partir de sua infraestrutura flexível. Será um espaço de educação e de emancipação em que, mesmo com recursos limitados, a própria construção aponta as possibilidades que os processos autogestionários inauguram.

Já conseguimos madeiras doadas pela UFRJ. Agora, Para construir a FÁBRICA DE CIDADES e tornar todos esses desejos possíveis, precisamos levantar recursos para fazer a fundação, as estruturas, as instalações elétrica e hidráulica e algum material para começar a nova cidade pela Solano Trindade.

Então, para construir a fábrica de cidades e tornar todos esses desejos possíveis, que foram doadas para o projeto precisaremos de 60 mil reais e contamos com o seu apoio!

Como sabemos que isso é muito dinheiro, organizamos o nosso projeto em duas metas. Nossa primeira meta é de R$30.000. Com ela poderemos, com trabalho voluntário do nosso povo e da assessoria, construir um módulo onde teremos as primeiras oficinas de componentes construtivos alternativos. Nossa segunda meta, de R$60.000,00, possibilitará a conclusão do edifício para abrigar as demais oficinas, a mercearia e o centro de formação profissional. Vamos colocar nosso sonho em prática!! Construir uma nova cidade, começando pela Solano Trindade!

Participe da campanha aqui.


Compartilhando essa experiência, abrimos um canal para que outras pessoas em outros contextos se empoderem para praticar uma nova forma de produção e até mesmo para influenciar a construção de políticas públicas mais adequadas às realidades de seus beneficiários.

Se não atingirmos a meta mínima estipulada, não poderemos dar início ao projeto e as contribuições realizadas retornarão aos apoiadores. Por isso, contamos muito com a participação direta e indireta de vocês. Apoie o projeto do Movimento Nacional de Luta pela Moradia e conheça as nossas conquistas que já atravessam 3 anos de resistência com a Ocupação Solano Trindade em Caxias, no Rio de Janeiro. Mas que já tem um longo histórico de atuação como movimento popular de moradia, com mais de 20 anos de luta.

Para doar para a Campanha da Fábrica Experimental de Cidades Solano Trindade acesse o site da Benfeitoria.

MNLM

O MNLM é o Movimento Nacional de Luta pela Moradia que luta por uma politica pública de habitação de interesse social e pela reforma urbana. Para isso, eles estimulam a organização e articulação nacional da classe trabalhadora, na busca da unidade de suas lutas.

O Movimento está organizado em 18 estados brasileiros. No estado do Rio de Janeiro, o MNLM mantém 4 ocupações. A Ocupação MANUEL CONGO, em um edifício na Cinelândia; Ocupação MARIANA CRIOULA, na Gamboa; Ocupação 9 DE NOVEMBRO, em Volta Redonda; e a Ocupação SOLANO TRINDADE, em Duque de Caxias.

COOPERATIVA DE TRABALHO LIGA URBANA, formada pelo Movimento, atua nos setores da construção civil e alimentação, voltados para a sustentabilidade econômica das famílias.

Leia também:

Ocupação Solano Trindade: formas associativas de produção da cidade

 

Publicado em Notícias | Última modificação em 30-08-2017 13:19:38

 

Tags: , , , ,