Congresso 20 anos: As Metrópoles e o Capitalismo Financeirizado

O INCT Observatório das Metrópoles divulga mais um destaque do Congresso “As Metrópoles e o Direito à Cidade: dilemas, desafios e esperanças”, que acontece no período de 3 a 7 de dezembro de 2018 no Rio de Janeiro, e marca os seus 20 anos de trajetória. Com o título “As Metrópoles e o Capitalismo Financeirizado: o desafio do rentismo”, a terceira mesa do evento debaterá as mudanças das condições de acumulação e de organização do capital, decorrentes do papel central do conhecimento e das marcas como ativos intangíveis, assim como do capital-dinheiro portador de juros na produção e circulação do valor.

As formas contemporâneas de capital fictício, cujo uso gera rendas de monopólio, fomentam análises sobre o avanço das políticas neoliberais voltadas para a desregulação dos mercados financeiros nacionais.

Para comentar essas questões, convidamos Luciano Fedozzi (UFRGS), Leda Paulani (USP) e Carlos Eduardo Martins (UFRJ).

CONGRESSO 20 ANOS

Ao longo dos últimos 20 anos (1998-2018), o INCT Observatório das Metrópoles consolidou uma experiência única de produção científica em rede, de forma colaborativa e criativa, multidisciplinar, superando fronteiras universitárias e das políticas setoriais e regionais. Composta por mais de cem pesquisadores, vinculados  a mais de sessenta instituições nacionais e internacionais, a nossa rede de pesquisa produziu  mais de 150 livros relacionados à área do planejamento urbano e regional, e áreas afins. Além da formação de novos pesquisadores, dos projetos de extensão e de uma articulação permanente com as esferas governamentais e sociedade civil.

E é para celebrar essa história que será realizado o Congresso “As Metrópoles e o Direito à Cidade: dilemas, desafios e esperanças”.

O evento reunirá — além de todos os pesquisadores do Observatório, nomes como Neil Brenner, Márcio Pochman, Raquel Rolnik, Ermínia Maricato, Michel Misse, Lena Paulani, Manuel Villaverde Cabral, Ruben Kaztman, Carlos de Matos, Roberto Kant de Lima e Carlos Eduardo Martins.

O congresso irá debater as seguintes questões:

– qual o pensamento acumulado pela rede Observatório das Metrópoles em sua trajetória sobre o que poderíamos denominar vagamente questão urbana-metropolitana da sociedade brasileira e as suas particularidades, enquanto integrante da periferia do sistema-mundo capitalista e a sua trajetória histórica?

– que desafios esta questão urbana-metropolitana coloca para o nosso futuro diante da crise estrutural e dos limites (internos e externos) da atual etapa do capitalismo.

AS METRÓPOLES E O CAPITALISMO FINANCEIRIZADO

A mesa “As Metrópoles e o Capitalismo Financeirizado: o desafio do rentismo”, contará com a participação de Luciano Fedozzi (UFRGS), Leda Paulani (USP) e Carlos Eduardo Martins (UFRJ).

LUCIANO FEDOZZI (UFRGS)

Luciano Joel Fedozzi é doutor em Sociologia e professor associado do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É coordenador do Grupo de Pesquisa Democracia Participativa, Esfera Pública e Cidades (CNPq) e membro pesquisador do Observatório das Metrópoles. Tem experiência de pesquisa em sociologia política e urbana, com ênfase nos temas da cidadania, orçamento participativo e instituições participativas, sociedade civil e associativismo, esfera pública e questões urbanas. Em parceria com Paulo Roberto Rodrigues Soares (também membro do Observatório das Metrópoles), publicou o artigo “Porto Alegre e sua região metropolitana no contexto das contradições da metropolização brasileira contemporânea”.

 

LEDA PAULANI (USP)

Leda Maria Paulani é doutora em Teoria Econômica pela Instituto de Pesquisas Econômicas (IPE/USP) e professora da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA/USP). Foi presidente da Sociedade Brasileira de Economia Política (SEP) e ocupou cargos públicos na Prefeitura de São Paulo (assessora chefe do gabinete da Secretaria de Finanças e Secretária Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão). Trabalha principalmente com Economia Política e Marxismo, Metodologia da Economia, História das Ideias Econômicas, Economia Brasileira e Contabilidade Social. Publicou recentemente o artigo “Não há saída sem a reversão da financeirização” pela Estudos Avançados.

 

CARLOS EDUARDO MARTINS (UFRJ)

Carlos Eduardo da Rosa Martins é doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo, professor do Departamento de Ciência Política (IFCS) e do Programa de Pós-Graduação em Economia Política Internacional (PEPI) da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Coordena o Laboratório de Estudos sobre Hegemonia e Contra-hegemonia (LEHC). Tem experiência na área de Sociologia e Política, com ênfase em Relações Internacionais, atuando principalmente nos seguintes temas: América Latina, sistema mundial, dependência, hegemonia e globalização. É autor do livro “Globalização, dependência e neoliberalismo na América Latina” publicado pela Boitempo Editorial.

Leia também:

Neil Brenner e a teoria crítica urbana no Congresso 20 anos do Observatório das Metrópoles

Congresso 20 anos: As Metrópoles as classes sociais

 

Tags: , ,