Livros

  • A Metrópole em questão

    A Metrópole em questão

    A temática urbana-metropolitana está no centro da questão social brasileira — apesar de não receber a mesma importância na agenda política do país — e deverá estar no centro dos conflitos sociais nos próximos anos. Para contribuir com esse debate, a Rede INCT Observatório das Metrópoles promove o lançamento do livro “A Metrópole em Questão: desafios da transição urbana”, do professor Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro. A publicação se constitui como obra fundamental para entender as transformações contemporâneas vividas pelas cidades e metrópoles brasileiras, a partir de uma síntese interpretativa da transição urbana do Brasil no período 1980-2010. Além disso, o livro contribui para a identificação dos grandes desafios que temos pela frente, e sugere caminhos possíveis como a geração de processos democráticos de planejamento urbano capazes de reverter desigualdades sociais que marcam as cidades brasileiras.

    O livro é constituído por um conjunto de artigos do professor Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro que sintetiza sua reflexão crítica a respeito da transição urbana brasileira nos últimos trinta anos (1980-2010). E também expressa parte da produção científica da Rede Observatório das Metrópoles relativa ao período 2009-2015 a partir do qual passou a integrar o Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT/CNPq).

    “O destino das metrópoles está no centro dos dilemas das sociedades contemporâneas e, também, da sociedade brasileira. O conjunto das 15 metrópoles que temos estudado concentra as forças produtivas do país — 64% da capacidade tecnológica nacional, por exemplo. Porém, são também territórios marcados por dinâmicas de fragmentação social e política, sobre os quais prevalece frágil ação de governabilidade”, aponta Luiz Cesar Ribeiro.

    Leia Mais →
     
  • Democracia participativa na América Latina

    Democracia participativa na América Latina

    Diante de um contexto de crise da democracia representativa, o populismo e a demagogia têm encontrado terreno fértil para progredir na atualidade, em simultâneo com a polarização do espaço político e o reforço dos extremismos. Uma saída possível para esse quadro é atuar e pensar fora dos parâmetros tradicionais, buscando soluções para restaurar os preceitos democráticos. É com esse objetivo que Observatório Internacional de Democracia Participativa (OIDP) e o ObservaPOA promovem o livro “Democracia participativa na América Latina: casos e contribuições para o debate”. A coletânea de artigos apresenta diferentes iniciativas e políticas de inovação democrática e participação cidadã, analisando os seus contextos de emergência e disseminação, os modelos adotados e resultados alcançados, e os desafios a enfrentar.

    O livro “Democracia participativa na América Latina: casos e contribuições para o debate” é uma iniciativa do Observatório Internacional da Democracia Participativa (OIDP), por meio do seu Escritório Regional para a América Latina, e representa uma primeira iniciativa da rede latino-americana de dar publicidade a estudos e investigações realizadas sobre o tema da participação cidadã.

    Organizada por Luciano Fedozzi, Rodrigo de Souza Corradi e Rodrigo Rangel, a coletânea é composta por oito textos expressivos de realidades variadas e de conteúdo reflexivo sobre as experiências da democracia participativa. Os textos são os seguintes: 1) Confluências perversa, deslocamentos de sentido, crise discursiva (Evelina Dagnino); 2) Democracia participativa y sostenibilidad ambiental: revistando lecciones de América Latina” (Benjamim Goldfrank); 3) Presupuesto participativo con planificacional participativa (PP&PP): ensambles e imbricaciones” (Héctor A. Poggiese); 5) Os Orçamentos Participativos no Brasil (Luciano Fedozzi); 6) Dez anos de Governança Solidária Local em Porto Alegre (Cesar Busatto); 7) Democracia y presupuesto Participativo en América Latina. La Mutación del Presupuesto Participativo fuera de Brasil” (Egon Montecinos); 8) Metodologias Participativas para Gestar Democracia. Potencialidades del Programa de Planeación Local y Presupuesto Participativo en Medellín” (Alberto L. Gutiérrez e Liliana M. Sánchez M.).

    Leia Mais →
     
  • Urban Transformations in Rio de Janeiro

    Urban Transformations in Rio de Janeiro

    A Rede INCT Observatório das Metrópoles dá mais um passo no trabalho de difusão científica internacional da temática metropolitana brasileira com o lançamento do ebook “Urban Transformations in Rio de Janeiro: Development, Segregation, and Governance”, pela editora alemã Springer. O ebook aborda a evolução histórica da metamorfose urbana do Rio de Janeiro a partir da investigação sobre os impactos das transformações econômicas, sociais e políticas no Brasil e na metrópole fluminense nos últimos 30 anos (1980-2010). Segundo o professor Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro, editor da publicação, a conclusão do estudo aponta para a manutenção de um modelo de organização do território no Rio de Janeiro baseado na segregação residencial e na reprodução das relações de poder social, econômico e político que sustentam a sua ordem urbana.

    Organizado pelo professor titular do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional (IPPUR/UFRJ) e vice-coordenador nacional do Observatório das Metrópoles Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro, “Urban Transformations in Rio de Janeiro” é uma coletânea de 20 capítulos, assinados por 24 pesquisadores da rede fluminense do Observatório, que oferece uma abordagem crítica sobre o desenvolvimento metropolitano do Rio nas últimas três décadas.

    O estudo sobre o Rio de Janeiro é baseado na síntese da pesquisa conduzida pelo Observatório das Metrópoles no período 2009-2015 como parte do programa comparativo “Metrópoles: coesão social, território e governança”, pesquisa comparativa entre 14 diferentes contextos metropolitanos.

    Leia Mais →
     
  • Caderno Didático Políticas públicas e direito à cidade

    Caderno Didático Políticas públicas e direito à cidade

    O Observatório das Metrópoles promove o lançamento do Caderno Didático "Políticas Públicas e Direito à Cidade: Programa Interdisciplinar de Formação de Agentes Sociais" com o objetivo de oferecer capacitação para a reflexão crítica a movimentos sociais e lideranças populares, conselheiros municipais e gestores públicos para uma ação participativa e consciente. O caderno tem como ponto de partida o Direito à Cidade, entendido como direito coletivo no qual todas as pessoas possam usufruir da cidade e ter seus direitos fundamentais assegurados; e também um direito coletivo de recriar a cidade de forma participativa. A partir desse conceito são abordadas questões como a produção capitalista do espaço; conflitos urbanos; o papel das mulheres nas lutas urbanas; justiça ambiental; direito à água, à habitação, à mobilidade e à cultura. Além de temas como militarização urbana, e a luta de resistência dos movimentos populares.

    O caderno didático conta com a organização de Orlando Alves dos Santos Júnior, Patrícia Novaes, Larissa Lacerda e Mariana Werneck, integrantes da Rede INCT Observatório das Metrópoles. E mais a parceria do Ipea, ONG Ação Urbana, Central de Movimentos Populares (CMP) e o Instituto Raízes em Movimento.

    Leia Mais →
     
  • Geografia do Crime e Arquitetura do Medo

    Geografia do Crime e Arquitetura do Medo

    Em 2008 a Região Metropolitana da Grande Vitória registrou taxa de 80 homicídios por 100.000 habitantes, concentrando 66% dos 1.903 homicídios do Espírito Santo naquele ano. Quais os motivos que conformaram esse território urbano em um espaço de alta criminalidade? Esse é o ponto de partida da obra “Geografia do Crime e Arquitetura do Medo”, do professor Pablo Lira, que analisa como a violência influencia a construção, composição e organização espacial da cidade contemporânea.

    O livro "Geografia do Crime e Arquitetura do Medo" integra o selo "Coleção Metrópoles" do INCT Observatório das Metrópoles, voltado para a difusão dos resultados de pesquisas relacionados às principais regiões metropolitanas brasileiras. A publicação, lançada em 2014, contou com financiamento da Lei Rubem Braga, da Secretaria Municipal de Vitória, e apoio da Vale e da Andesa (ONG).

    O livro conta com o prefácio da profª. Eneida Maria Souza de Mendonça (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo/UFES); Apresentação de Renato Sérgio de Lima (Membro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública); e Prefácio de Cláudio Luiz Zanotelli (Departamento de Geografia da UFES) e Posfácio de João José Barbosa Sana (atuou como Secretário de Segurança Urbana do Município de Vitória).

    Pablo Lira é um pesquisador da área da Segurança Pública. Graduado em Geografia e mestre em Arquitetura e Urbanismo, além de professor universitário, é integrante do Instituto Jones Santos Neves e coordenador do Núcleo Vitória do INCT Observatório das Metrópoles.

    Leia Mais →