Livros

  • A Classe Média Brasileira

    A Classe Média Brasileira

    Nos últimos anos, tornou-se comum no Brasil ler a respeito da chamada “nova classe média brasileira”, a já famosa “classe C”. Ao longo desse período verificou-se a disputa entre a perspectiva sociológica, mais estrutural, e a perspectiva econômica, mais focada nos rendimentos. E essa disputa gerou um grande debate sobre a própria definição de Classe Média no Brasil. Esse é o ponto de partida do e-book “A Classe Média Brasileira: posição social e identidade de classe”, do sociólogo André Salata. O trabalho traz uma contribuição importante ao tentar responder essas questões a partir da análise sobre como os próprios indivíduos percebem sua posição socioeconômica, se identificando ou não como Classe Média.

    O e-book “A Classe Média Brasileira: posição social e identidade de classe” (Editora Letra Capital) é mais um resultado da Rede de Pesquisa INCT Observatório das Metrópoles. O trabalho é resultado da tese do pesquisador André Ricardo Salata, e oferece uma importante contribuição para o debate contemporâneo sobre a “novíssima” classe média brasileira. A publicação contou com recursos do CNPq e da FAPERJ.

    Segundo Celi Scalon (UFRJ), que assina a Apresentação do livro, a pesquisa traz análises de consumo, renda, classe social, identidades, representações, valores e percepções que compõem o complexo quadro desse grupo de renda, heterogêneo e ainda pouco conhecido. “André realizou sua proposta, e realizou com excelência”.

    Já para a professora Helena Bomeny (UERJ), a pesquisa de André Salata é um exemplar do que seria a melhor tradição das Ciências Sociais. “O trabalho de André surpreendente pelo cuidado no mapeamento de um repertório que cobre parte substantiva da produção sociológica contemporânea. Encontrei ali as matrizes clássicas (…) estão lá os protagonistas de sempre – Marx e Weber novamente balizando a discussão. Referenciais permanentes a partir dos quais os autores contemporâneos avançam, sofisticam ou mantêm-se fiéis”.

    Leia Mais →
     
  • Arquitetura de grife na cidade contemporânea

    Arquitetura de grife na cidade contemporânea

    O Laboratório de Estudos em Habitação (LEHAB/UFC) promoveu o lançamento do livro "Arquitetura de grife na cidade contemporânea: tudo igual, mas diferente", do professor Márcio Moraes Valença, vinculado à UFRN e pesquisador do INCT Observatório das Metrópoles. O livro resgata o modelo de intervenção urbana dominante nas últimas décadas do século XX, denominado por David Harvey como "empreendedorismo urbano", e que ainda impera como fórmula de intervenção. Através de significativa documentação iconográfica, o autor analisa os casos de Bilbao, Kuala Lumpur, Hong Kong e Londres, para mostrar como se deu a continuidade das intervenções iniciais do city marketing no contexto internacional, evidenciando o caráter rentista desse processo, os danos sociais, e a geração de mais espaços de consumo. A obra contribui também para a reflexão sobre este modelo no contexto das cidades brasileiras, onde a fórmula aplicada é a mesma, mas suas implicações bem distintas.

    Leia Mais →
     
  • Grandes Metrópoles da América Latina

    Grandes Metrópoles da América Latina

    A Rede INCT Observatório das Metrópoles e a Universidade Autônoma Metropolitana Xochimilco (México) promovem o lançamento do livro "Grandes Metrópoles da América Latina: Buenos Aires, Rio de Janeiro, São Paulo e Valle do México", resultado de uma ação de uma cooperação internacional. A publicação apresenta um conjunto de estudos relativo a quatro metrópoles latino-americanas que, em termos de população e centros produtivos, são as mais importantes da região. Os trabalhos trazem como recorte central de análise a evolução da estrutura econômica das quatro grandes metrópoles, determinada pelo esgotamento do modelo de desenvolvimento por substituição de importação, perpassada por reformas estruturais introduzidas pelo padrão neoliberal de acumulação de capital e os processos de mundialização (globalização) dele decorrentes.

    O livro "Grandes Metrópoles da América Latina" conta com patrocínio do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia do México, e está sendo publicado pela editora Casa de Libros Abiertos, vinculada à Universidade Autônoma Metropolitana. A coordenação é de responsabilidade do professor Emilio Pradilla Cobos.

    A publicação é resultado do projeto de pesquisa comparada “As grandes metrópoles da América Latina: Rio de Janeiro, São Paulo, Buenos Aires, Valle do México”, que tem sido desenvolvido desde 2010 pela Rede INCT Observatório das Metrópoles em parceria com a Universidade Autônoma Metropolitana Unidade Xochimilco (UAM-X), Departamento de Teoria e Análises, representado pelo professor Emílio Pradilla Cobos; pela Universidade de Buenos Aires (UBA), representada pelos professores Pedro Pires e Pablo Cicolella; Núcleo Regional São Paulo do Observatório das Metrópoles, representado pelas professoras Lúcia Bógus (PUC-SP) e Suzana Pasternak (USP); e Núcleo Regional Rio de Janeiro, representado pelo professor Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro.

    Leia Mais →
     
  • A Metrópole em questão

    A Metrópole em questão

    A temática urbana-metropolitana está no centro da questão social brasileira — apesar de não receber a mesma importância na agenda política do país — e deverá estar no centro dos conflitos sociais nos próximos anos. Para contribuir com esse debate, a Rede INCT Observatório das Metrópoles promove o lançamento do livro “A Metrópole em Questão: desafios da transição urbana”, do professor Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro. A publicação se constitui como obra fundamental para entender as transformações contemporâneas vividas pelas cidades e metrópoles brasileiras, a partir de uma síntese interpretativa da transição urbana do Brasil no período 1980-2010. Além disso, o livro contribui para a identificação dos grandes desafios que temos pela frente, e sugere caminhos possíveis como a geração de processos democráticos de planejamento urbano capazes de reverter desigualdades sociais que marcam as cidades brasileiras.

    O livro é constituído por um conjunto de artigos do professor Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro que sintetiza sua reflexão crítica a respeito da transição urbana brasileira nos últimos trinta anos (1980-2010). E também expressa parte da produção científica da Rede Observatório das Metrópoles relativa ao período 2009-2015 a partir do qual passou a integrar o Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT/CNPq).

    “O destino das metrópoles está no centro dos dilemas das sociedades contemporâneas e, também, da sociedade brasileira. O conjunto das 15 metrópoles que temos estudado concentra as forças produtivas do país — 64% da capacidade tecnológica nacional, por exemplo. Porém, são também territórios marcados por dinâmicas de fragmentação social e política, sobre os quais prevalece frágil ação de governabilidade”, aponta Luiz Cesar Ribeiro.

    Leia Mais →
     
  • Democracia participativa na América Latina

    Democracia participativa na América Latina

    Diante de um contexto de crise da democracia representativa, o populismo e a demagogia têm encontrado terreno fértil para progredir na atualidade, em simultâneo com a polarização do espaço político e o reforço dos extremismos. Uma saída possível para esse quadro é atuar e pensar fora dos parâmetros tradicionais, buscando soluções para restaurar os preceitos democráticos. É com esse objetivo que Observatório Internacional de Democracia Participativa (OIDP) e o ObservaPOA promovem o livro “Democracia participativa na América Latina: casos e contribuições para o debate”. A coletânea de artigos apresenta diferentes iniciativas e políticas de inovação democrática e participação cidadã, analisando os seus contextos de emergência e disseminação, os modelos adotados e resultados alcançados, e os desafios a enfrentar.

    O livro “Democracia participativa na América Latina: casos e contribuições para o debate” é uma iniciativa do Observatório Internacional da Democracia Participativa (OIDP), por meio do seu Escritório Regional para a América Latina, e representa uma primeira iniciativa da rede latino-americana de dar publicidade a estudos e investigações realizadas sobre o tema da participação cidadã.

    Organizada por Luciano Fedozzi, Rodrigo de Souza Corradi e Rodrigo Rangel, a coletânea é composta por oito textos expressivos de realidades variadas e de conteúdo reflexivo sobre as experiências da democracia participativa. Os textos são os seguintes: 1) Confluências perversa, deslocamentos de sentido, crise discursiva (Evelina Dagnino); 2) Democracia participativa y sostenibilidad ambiental: revistando lecciones de América Latina” (Benjamim Goldfrank); 3) Presupuesto participativo con planificacional participativa (PP&PP): ensambles e imbricaciones” (Héctor A. Poggiese); 5) Os Orçamentos Participativos no Brasil (Luciano Fedozzi); 6) Dez anos de Governança Solidária Local em Porto Alegre (Cesar Busatto); 7) Democracia y presupuesto Participativo en América Latina. La Mutación del Presupuesto Participativo fuera de Brasil” (Egon Montecinos); 8) Metodologias Participativas para Gestar Democracia. Potencialidades del Programa de Planeación Local y Presupuesto Participativo en Medellín” (Alberto L. Gutiérrez e Liliana M. Sánchez M.).

    Leia Mais →