Buenos Aires: periferia, fragmentação e estabilidade populacional

Os resultados do último censo argentino (Censo de Población, Hogares e viviendas 2010 – CPHyV 2010) mostram claras tendências de recentralização que parece envolver a cidade de  Buenos Aires, mas deixa certas incertezas.

 

De acordo com artigo recente de Artemio Abba, Liliana Furlong e Sonia Susina, do Observatório Urbano Local da Buenos Aires Metropolitana, a curva de crescimento populacional depois de um século de estabilidade (numa fase inicial de forte crescimento e, em seguida, um longo período de congelamento) mostra nas últimas décadas de uma instabilidade de difícil interpretação.

Clique aqui e acesse o artigo na íntegra na página do Observatório Urbano Local da Buenos Aires Metropolitana.

 

Escrito por Artemio Abba|Última atualização em Qua, 13 de Abril de 2011 18:43

 

Tags: , ,