Brasília: cidade moderna, cidade eterna

Brasília: cidade moderna, cidade eterna, é o título do mais recente livro do professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília, Frederico de Holanda. O livro, que será lançado no próximo dia 22, em Brasília, explora a cidade de Brasilia como arquitetura e o que se tem dito sobre ela.

Organiza-se em três tempos: o da criação, o da constatação e o da projeção/“desejo” (passado, presente e futuro), ou, como a cidade que foi pensada por Lucio Costa, como Brasília se encontra na atualidade (“a verdade objetiva dos fatos”) e quais as perspectivas utópicas para a capital do país.

Para tratar Brasília, o autor vale-se da Teoria da Sintaxe Espacial, aplicando-a de forma crítica, explora seus objetos de estudo e estabelece seus padrões teóricos baseado em um grupo de conceitos e em um significativo conjunto de dados estatísticos, demográficos e econômicos. Busca caracterizar Brasília como uma cidade com preocupantes problemas de configuração urbana, fragmentada, dispersa, excêntrica, socioespacialmente segregada e com baixa densidade média. Problemas que devem ser enfrentados para que não se perpetuem.

 

BRASÍLIA – CIDADE MODERNA, CIDADE ETERNA
Frederico de Holanda

É quase unânime caracterizar Brasília como “uma cidade moderna”. Descrição pobre. Lucio Costa supera o receituário, estava “desarmado de preconceitos e tabus urbanísticos”. Além dos traços modernos, o arquiteto ousa incorporar influências milenares – terraplenos monumentais, perspectivas barrocas, cidade jardim. Honrosas exceções à parte, os discursos sobre Brasília são míticos. Os elogiosos ignoram os problemas da Capital, os críticos inventam problemas inexistentes. Brasília – cidade moderna, cidade eterna procura superar o maniqueísmo do “ame-a ou deixe-a”. Revela ser a Capital uma das mais peculiares cidades do planeta, nos âmbitos metropolitano e do Plano Piloto de Lucio Costa. Mostra seus grandes problemas e suas fascinantes qualidades. As qualidades são estruturais. Essas vencerão o tempo. Os problemas são circunstanciais. Quixotesco lutar por solucioná-los? Talvez. Mas vale tentar. Sempre.

Há duas maneiras de adquirir o livro:

1) Diretamente com o autor. O pedido deve ser encaminhado para o email brasiliaeterna@gmail.com onde dev ser informado o endereço para a remessa, e a opção de postagem (comum ou expressa-SEDEX). Na comum, para qualquer lugar do país, serão cobrados R$ 2,00; na expressa, o valor será informado, pois dependerá da localidade. Recebido o pedido, informarei a conta bancária onde o valor do livro (R$ 39,00) e o valor da postagem (a depender da opção) devem ser depositados. Creditado o valor, o livro será enviado. Esta opção é válida somente para os residentes no Brasil. Para outros países, ver alternativa 2.

2) Na Livraria Cultura, nas lojas ou na página www.livrariacultura.com.br

BRASÍLIA 50 ANOS
Para comemorar os cinquenta anos da nova Capital Federal do Brasil, a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília vem organizando uma série de publicações de caráter multidisciplinar. Iniciada com O Capital da Esperança, de Gustavo Lins Ribeiro, e Da Nova Lisboa a Brasília: a invenção de uma Capital, de Laurent Vidal, segue-se agora este Brasília – cidade moderna, cidade eterna, de Frederico de Holanda. Dentre os demais títulos previstos, já estão no prelo Projetos para Brasília: 1927-1957, de Jeferson Tavares, e De Plano Piloto a metrópole: a mancha urbana de Brasília, de Jusselma Duarte de Brito. A coleção BRASÍLIA HISTÓRICA 50 ANOS é coordenada pelos professores Andrey Rosenthal Schlee e Sylvia Ficher

 

Tags: , , ,